área de acesso restrito
  • continuar conectado
Lembrar minha senha
sem cadastro

Novas tecnologias para o transporte público

15/09/2017 | Geral

Ainda que em ritmo aquém do necessário, o setor de transporte público tem sabiamente incorporado novas tecnologias que ajudam na organização e integração da mobilidade urbana e que resultam em novos benefícios para os usuários do transporte coletivo.

Equipamentos de ITS (Sistemas Inteligentes de Transporte) implantados nos ônibus e conectados aos centros de operação das empresas (CCOs) têm ajudado a acurar o nível de informações prestadas aos passageiros e a aprimorar a regularidade das chegadas e partidas, graças a soluções avançadas de gestão da frota de ônibus, adotadas tanto em grandes metrópoles quanto em algumas poucas pequenas cidades que se destacam por seu organizado sistema de transporte público. Com o controle da frota em tempo real é possível adequar a oferta à demanda de forma inteligente, de modo a favorecer o passageiro ao mesmo tempo em que proporciona à empresa maior eficiência na gestão da operação.

A bilhetagem eletrônica é outro avanço tecnológico do setor que, além de agilizar o embarque de passageiros ajudou a refinar o controle do faturamento das empresas, reduzindo as fraudes e a evasão da receita.

Mas, quando se trata de transportar pessoas, a forma de dirigir do condutor do ônibus assume relevância indiscutível frente às demais variantes do transporte público porque se trata de preservar vidas. Assim como cresceu a importância de tecnologias que dão maior segurança aos automóveis, na frota de ônibus são várias as inovações que vêm sendo incorporadas para elevar a segurança do transporte de passageiros no trânsito das cidades.

Tamanha relevância do assunto ganhou capítulo especial este ano no seminário da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU) – entidade que representa as empresas operadoras de ônibus urbanos e metropolitanos – que começa amanhã, em São Paulo. Um dos painéis reunirá profissionais especializados em ITS e empresas com lançamentos de tecnologias promissoras para ajudar na mobilidade urbana.

Uma dessas empresas é a Brasil Telematics, que lançou o MobilEye, um produto cuja tecnologia utiliza dados extraídos de um display digital instalado dentro do ônibus para auxiliar o motorista a evitar colisões. O equipamento emite alertas sobre a passagem de pedestres, mudanças de faixas durante o trajeto e informações sobre o veículo à frente.

Essa tecnologia já é utilizada por montadoras como componente de fábrica para automóveis e caminhões e, além de ajudar a diminuir acidentes, proporciona redução do desgaste de peças e do consumo de combustível. É um recurso que está presente, inclusive, nos avançadíssimos veículos autônomos.

Várias outras empresas foram convidadas a participar do módulo de novas tecnologias do seminário da NTU, como a Trimble, com seu sistema de navegação que facilita o controle operacional da frota de ônibus; e as inovadoras Qualcomm e Telit, com suas tecnologias que possibilitam uma frota de veículos altamente conectada.

Com esse capítulo dedicado às novas tecnologias, o seminário da NTU pretende alertar os empresários do setor de que o futuro começa agora, com o conhecimento e a aplicação dessas novas ferramentas que vão reger a forma como o sistema de transporte público vai funcionar nos próximos anos.

Fonte: FutureTransport

Tópicos
transporte público - NTU - mobilidade urbana - investimentos
Notícias